samsung-dongle-b9

Note 10 da Samsung não terá entrada para fones de ouvido

Empresa corre para deletar vídeos debochando da Apple por ter feito o mesmo há três anos

por Matheus Fiore

A Samsung acaba de anunciar a nova geração de aparelhos da linha Note, o Note 10 e o Note 10 +. Pondo de lado toda a repercussão pelo fato de se tratar de um dos principais lançamentos de uma das maiores marcas de tecnologia do mercado, um ponto específico chamou atenção após o anúncio dos aparelhos e a divulgação de suas características: a ausência de entrada para fones de ouvido.

Em 2016, quando a Apple anunciou o iPhone 7, uma característica específica do aparelho gerou muita discussão. O smartphone em questão foi o primeiro da empresa a não ter uma entrada para fones de ouvido. Desde então, os usuários de iPhone que desejam ouvir música devem utilizar fones bluetooth, fones com entrada lightning (o modelo USB específico da Apple) ou um adaptador que permita conectar fones na entrada lightning.

Na época, boa parte das concorrentes da Apple aproveitaram a repercussão negativa da novidade para tirar sarro da líder do mercado. Aos poucos, porém, algumas dessas mesmas empresas passaram a lançar modelos que também não apresentam entrada para fones de ouvido. Uma delas foi além: a Samsung chegou a lançar um comercial desdenhando da ausência da entrada p2 em um vídeo que promovia os seus aparelhos.

No vídeo em questão, um rapaz e sua namorada utilizam seus celulares em momentos distintos. Ele possui um iPhone e ela um celular da linha Galaxy. Ao longo dos 60 segundos de comercial, diferentes situações pontuam as qualidades da Samsung e os defeitos da Apple – como o celular resistente à água da Samsung, enquanto o iPhone precisou ser “colocado no arroz” para não estragar.

Um dos momentos acabou se tornando uma grande ironia, que é quando o vídeo debocha do fato de os usuários do iPhone precisarem, desde 2016, utilizar um adaptador para conectar seus fones ao aparelho – algo que, se na época, a sul-coreana viu como piada, hoje se faz presente em seus próprios aparelhos. Após o anúncio da nova geração da linha Note, a Samsung, então, começou a “apagar os rastros” de seu comercial que desdenhava da concorrente.

Como notou o Gizmodo, a Samsung deletou o comercial de vários de seus principais canais no YouTube, que são focados no público americano. O vídeo, porém, continua disponível no canal Samsung Malaysia, como você pode ver acima. Já sobre a ausência da entrada para fones, a Samsung se defende afirmando que precisava de espaço para uma bateria maior – o que é um tanto quanto irônico, já que há uma entrada para uma caneta que é bem maior do que a de um fone de ouvido.

Compartilhe: